logo AllFlats

Imóvel ideal para jovens: quais são suas preferências e necessidades

Imóvel ideal para jovens

Quem trabalha no mercado imobiliário deve ficar sempre atento às mudanças de comportamento da sociedade. Entre tantas perguntas a se fazer, é importante questionar qual é o imóvel ideal para jovens.

Isso porque, segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de pessoas que moram sozinhas quase dobrou entre 2007 e 2017, saltando de 5,5 milhões para 9,9 milhões.

Esse aumento expressivo tem diversos motivos, mas não podemos ignorar a busca por autonomia dos jovens. Eles querem sair da casa dos pais mais cedo. Às vezes, eles têm de morar sozinho quando mudam de cidade para estudar ou trabalhar.

Características do imóvel ideal para jovens

Diante desse fato, é importante saber quais são as preferências e necessidades dos jovens atuais quando eles buscam um imóvel para morar.

E os fatores que a nova geração leva em consideração para encontrar um imóvel vai muito além das características do imóvel em si. Ela se preocupa com todo o seu entorno também.

Para entender melhor, selecionamos 5 características do imóvel ideal para jovens. Confira a seguir:

  1. Divulgação online

A busca por imóvel ideal para jovens costuma começar na internet. E, convenhamos, a nova geração não tem o hábito de ir até uma imobiliária para encontrar um local para morar.

E nem faz mais sentido mesmo.

Graças ao crescimento de plataformas e aplicativos do ramo imobiliário, é possível encontrar o imóvel ideal para jovens em poucos minutos pela internet. Basta fazer um filtro de localização, tamanho e preço. Pronto: você tem dezenas de opções à sua disposição para escolher.

Nesse sentido, quem quer vender ou alugar um imóvel não pode mais perder a oportunidade de divulgar online. É preciso anunciar onde os jovens estão.

  1. Espaço reduzido

Outra característica do imóvel ideal para jovens é que ele seja compacto. Afinal de contas, um espaço reduzido é sinônimo de menos trabalho doméstico, né?

E o tamanho do imóvel também tem relação com a formação tardia de família. Estudo do IBGE mostra que as mulheres estão tendo filhos cada vez mais tarde.

Se, em 1998, 52% dos nascimentos de crianças eram de mães com até 24 anos de idade, esse número despencou para 39% em 2018.

Na prática, isso significa que os jovens não precisam de um imóvel com mais de um ou dois dormitórios.

  1. Serviços acessíveis

Por mais que o espaço seja reduzido, a louça não vai ser lavada sozinha e nem a cama se arruma do nada. Precisamos colocar a mão na massa!

Mas imagine a rotina de um jovem que sai cedo de casa para ir à aula na faculdade. Na sequência, ele almoça rapidinho para não se atrasar no estágio. Aí, depois desse dia corrido, ainda precisa lavar louça, arrumar o quarto, colocar as roupas de molho…

Fala sério, ninguém merece, né?

Atentas a esse problema, construtoras estão propondo um novo conceito de condomínios que oferecem como solução serviços de limpeza e lavanderia compartilhada.

Assim, sobra mais tempo para os jovens desfrutarem um pouco mais da sua própria casa e descansar depois de um dia agitado.

  1. Opções de lazer diferenciada

Muito além da piscina, playground e churrasqueira, as novas modalidades de imóveis têm apostado em outras opções de lazer. Aqui, estamos falando de academia, sala de relaxamento, bicicletário e escritório compartilhado.

Por ter um apartamento mais compacto, os moradores têm acesso a espaços compartilhados para fazerem diversas atividades.

Com aparelhos de ginástica na área comum do prédio, por exemplo, você não precisa mais pagar a mensalidade de academia. O incentivo ao transporte sustentável – muito usado pelos jovens – exige um local adequado para guardar a sua bike.

Outro fenômeno crescente – ainda mais por conta da pandemia do novo coronavírus – é o home office. Mesmo antes da quarentena forçada, o IBGE já apontava que mais de 4 milhões de brasileiros já trabalhavam integralmente de casa .

Nesse sentido, quando um condomínio oferece um escritório compartilhado com estrutura e Wi-Fi para os moradores, ele se apresenta como uma opção de imóvel ideal para jovens.

  1. Perto de tudo

Agora, vamos combinar, não adianta nada ter um monte de serviço diferenciado no condomínio e um espaço ideal de apartamento, se o imóvel não está bem localizado.

Lembra quando o carro era um sonho de consumo dos jovens brasileiros? Isso é coisa do passado. Segundo pesquisa da consultoria Deloitte, 62% da geração Y e Z (entre 18 e 39 anos) não pensam em adquirir um automóvel.

Além de bicicletas, eles recorrem ao transporte público e aos serviços de compartilhamento de veículos, como Uber e 99.

Por isso, morar próximo de uma estação de metrô ou um ponto de ônibus passa a ser essencial. Melhor ainda quando o imóvel fica perto da universidade ou do trabalho.

Qualidade de vida é uma prioridade para esse público!

Flat: tudo isso em um só lugar

Espaço reduzido. Boa localização. Serviço de hotel no condomínio. Opções de lazer diferenciadas. Um flat reúne todas essas características em um só lugar. Por isso, trata-se de um imóvel ideal para jovens, principalmente para quem quer morar sozinho sem ter trabalho.

E como sabemos que os jovens gostam de praticidade, você pode buscar diversas opções de flats na plataforma AllFlats. Em poucos cliques, você encontra o flat ideal para alugar ou comprar.

Logo AllFlats

O que devo saber antes de comprar um imóvel de alto padrão?

Regiane <br>Creci: 103129

Regiane
Creci: 103129

Especialista em:
Vila Olímpia, Bela Vista, Jardins

Mensagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidos

Flats para Investimento

Web Stories

logo AllFlats

Fale Conosco